Terça-feira, Fevereiro 20, 2024
Terça-feira, Fevereiro 20, 2024

SIGA-NOS:

Portugueses elegem Itália, Grécia e EUA como destinos favoritos para viagens em 2024

7 em cada 10 portugueses manifestam o desejo de viajar para se divertirem e explorarem novas culturas, revela uma pesquisa conduzida pela plataforma de idiomas Prepy. Segundo os dados recolhidos, o distrito do Porto destaca-se como o destino nacional favorito dos portugueses, enquanto Itália, Grécia e Estados Unidos lideram as escolhas internacionais. A pesquisa também sublinha os desafios de comunicação durante as viagens, com os inquiridos a sugerirem estratégias para ultrapassar barreiras linguísticas.

A pergunta central do estudo – “Afinal, quais são os vossos maiores planos de viagem para o ano de 2024?” – revelou que cerca de 7 em cada 10 portugueses pretendem viajar em 2024 para se divertir e conhecer novas culturas. Entre os destinos nacionais mais desejados, o distrito do Porto desponta como o favorito, com 37% dos entrevistados a expressar o desejo de visitar a região. Aveiro (29%) e Lisboa (27,2%) completam o pódio dos destinos mais desejados, seguidos por Faro e Braga.

As razões para a popularidade destes destinos parecem basear-se em quatro fatores essenciais: experiências gastronómicas, infraestrutura e acessibilidade, hospitalidade local e atrações.

Destinos internacionais mais desejados: Itália, Grécia e EUA

No cenário internacional, a Itália e a Grécia emergem como os países “queridinhos” dos portugueses para viagens em 2024, com 44% e 31,6% das preferências, respetivamente. Os Estados Unidos também figuram entre os destinos mais desejados, sendo escolhidos por 31,4% dos entrevistados.

Trata-se, em certa medida, de países não apenas distantes mas também notavelmente distintos daquele que foi apontado como o terceiro destino mais desejado pelos inquiridos: os Estados Unidos (31,4%), uma escolha clássica, sobretudo entre aqueles que sempre acalentaram o sonho de visitar atrações como a Disney World, na Flórida, ou a Times Square, símbolo emblemático de Nova Iorque.

Desafios de comunicação internacional

Ao considerar a possibilidade de interações em diferentes línguas durante viagens internacionais, os entrevistados reconhecem que, embora a barreira linguística não seja um problema significativo (pontuação média de preocupação de 5 numa escala de 0 a 10), existem desafios comuns. A dificuldade em acompanhar o ritmo da fala, entender gírias e expressões locais, além do nervosismo e ansiedade, são citados como obstáculos frequentes.

Para contornar esses desafios, os participantes sugerem estratégias como o aprimoramento do inglês (62,8%), o uso de dicionários e sites de tradução (54,4%), o consumo de conteúdo na língua do destino antes da viagem (30,6%) e a confiança na linguagem não verbal (24%).

“É fundamental lembrar que os falantes nativos normalmente admiram e respeitam as tentativas de falar a sua língua, muitas vezes respondendo positivamente e oferecendo incentivo”, comenta Sylvia Johnson, líder de Metodologia da Preply. “Adotar uma mentalidade de curiosidade e mente aberta, em vez de medo, pode transformar qualquer ansiedade que possa ter como falante não nativo numa sensação de aventura e oportunidade de praticar as suas habilidades no idioma.”

A Preply realizou este estudo entre 11 e 12 de janeiro. “500 portugueses conectados à internet foram entrevistados no intuito de compreender um pouco mais sobre suas viagens dos sonhos em 2024, bem como a comunicação durante uma viagem internacional”, indica a empresa.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img