Terça-feira, Maio 21, 2024
Terça-feira, Maio 21, 2024

SIGA-NOS:

Ryanair passa de prejuízo de €96M, a lucro de €211M no terceiro trimestre fiscal

A Ryanair encerrou o seu terceiro trimestre fiscal, que terminou a 31 de dezembro, com um lucro de 211 milhões de euros, anunciou esta segunda-feira a transportadora. No mesmo período do ano anterior, a companhia aérea teve um prejuízo de 96 milhões de euros. A Ryanair alcançou estes resutados “graças ao forte tráfego de Natal e Ano Novo e aos baixos custos”.

“A forte procura de viagens em meados de outubro e na época alta de Natal e Ano Novo (sem o impacto adverso da covid-19 ou da guerra na Ucrânia) estimularam um forte tráfego em todos os mercados”, disse a Ryanair num comunicado de imprensa publicado esta segunda-feira.

No trimestre terminado a 31 de dezembro, o tráfego aumentou 24% para 38,4 milhões de passageiros. Além disso, as receitas da companhia aérea aumentaram 57%, para 2,31 mil milhões de euros. A Ryanair informa, ainda, que os custos operacionais aumentaram 36% para 2,15 mil milhões de euros, impulsionados pelos custos de combustível mais elevados, a restauração dos salários das tripulações e o crescimento do tráfego.

O CEO da Ryanair, Michael O’Leary, comentou que a companhia aérea alcançou “fortes ganhos de quota de mercado em mercados chave da União Europeia, operando 112% da sua capacidade pré-covid nos primeiros 9 meses do AF2023”. Explicou que os aumentos “mais notáveis” foram em Itália (de 26% para 40%), Polónia (de 27% para 38%), Irlanda (de 49% para 58%) e Espanha (de 21% para 23%).

O responsável também salientou que a companhia aérea de baixo custo anunciou mais de 230 novas rotas para 2024, o que, juntamente com o “regresso dos turistas asiáticos e a força do dólar, que encoraja os americanos a explorar a Europa”, significa que a Ryanair “está a ver uma forte procura de voos para a Páscoa e para o verão de 2023”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img