Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

SIGA-NOS:

SUTUS Summit: O futuro do espaço tem nome de mulher

SUTUS Summit, em Marbella, junta os principais especialistas de mais de 40 países para abordar os temas como viagens espaciais e experiências subaquáticas. O segundo dia da cimeira teve várias protagonistas femininas.

Uma das oradoras principais, Pascale Ehrenfreund, é um paradigma. É presidente da Federação Astronáutica Internacional e o asteróide “9826 Ehrenfreund 2114 T-3” tem o seu nome em sua homenagem. Foi recentemente nomeada presidente da Universidade Espacial Internacional.

“A cooperação internacional é essencial para o desenvolvimento tecnológico dos desafios globais na Terra. Isto deve inspirar os jovens, que é um dos nossos objetivos, especialmente para trazer mais mulheres para o nosso campo de investigação”. Esta foi uma das mensagens-chave que partilhou com os participantes do SUTUS 2021.

A japonesa Hiroko Asakura, vice-diretora da Agência Espacial Japonesa (JAXA), também se juntou a este evento a partir de Paris. Asukara destacou o papel crescente das mulheres na exploração do espaço. “Esperamos que o papel das mulheres na indústria espacial atinja um nível mais elevado nos próximos anos, uma vez que existem atualmente muito poucas mulheres em posições de direção. Embora seja um desafio, estamos a tentar levar as mulheres a um nível elevado neste campo”, revelou.

Da Academia de Formação Espacial, outra mulher, Nancy Vermeulen, lançou uma mensagem optimista para todos os cidadãos que querem experimentar o turismo espacial: “O espaço está a abrir-se a muito mais pessoas. Já somos astronautas na Terra.

Esta declaração é também partilhada por Roman Chiporukha, CEO da Space VIP, que, com décadas de experiência no campo do turismo de luxo, já tem nas mãos um dos três bilhetes para a missão de 10 dias da Axiom Space, que será pilotada pelo comandante hispano-americano Michael López Alegría, em Janeiro de 2022, e inclui uma estadia de uma semana na Estação Espacial Internacional (ISS). “O espaço não é apenas para os astronautas ou para um par de cientistas. É para todos os que nele estão envolvidos. Encorajo as pessoas a aspirar, a alcançar mais e a juntarem-se para fazer verdadeiros avanços no futuro” afirmou Roman Chiporukha.

Também dos EUA, Jane Poynter, fundadora da Space Perspective, partilhou a visão da primeira empresa de luxo do mundo em experiência de voos espaciais: “Estamos a dar a milhares, centenas de milhares, eventualmente milhões de pessoas, acesso ao espaço de uma forma segura, confortável e suave”. O primeiro voo da companhia está previsto para 2024, e já está esgotado. A Space Perspective está atualmente a aceitar reservas a partir de 2025 e para além desta data.

A NASA deu ao seu plano de colonização da lua um nome de mulher: ARTEMISA. Sam Scimemi, chefe do voo espacial tripulado da NASA, apresentou os seus planos para a Lua e Marte, e reconheceu no SUTUS que “voltar de uma distância como aquela a Marte continua a ser um desafio”.

O segundo dia de sessões terminou com o nome de outra mulher: uma astronauta reformada da NASA, Nicole Stott, que refletiu sobre o papel pouco reconhecido que as mulheres têm desempenhado na indústria espacial ao longo das últimas décadas. “Esta é talvez a razão pela qual uma rapariga não considera trabalhar em certos campos da ciência e da engenharia.

A presença espanhola

O segundo dia do SUTUS 2021 teve também selo espanhol, com o engenheiro malaguenho José María Ortega-Hernández, chefe do Projeto Lua Verde, no qual estão a trabalhar em estreita colaboração com a China. “Dados os futuros estabelecimentos na Lua e em Marte, devemos compreender muito bem como alimentar os futuros turistas espaciais”, conta José María Ortega-Hernández.

Até Tony Gannon, vice-presidente do Espaço de Investigação e Inovação da Florida, salientou: “Oferecemos financiamento a empresas espanholas interessadas em desenvolver projetos na indústria do turismo aeroespacial”. Gannon apresentou um relatório sobre os principais projetos que as empresas aeroespaciais estão a lançar, no meio de uma forte concorrência entre SpaceX, Blue Origin, Virgin Galactic, etc., para se posicionarem como líderes nesta nova linha de negócio na aeronáutica e no turismo de luxo a nível mundial.

“Os turistas estão ‘desejosos de viajar’ e procuram diferentes destinos e experiências após a pandemia, por isso há muitas oportunidades neste sector”, disse Maribel Rodríguez, vice-presidente comercial do World Travel and Tourism Council (WTTC), no início do dia.

Em jeito de conclusão, a diretora de inovação da Les Roches Marbella, Susana Garrido, afirmou: “precisamos destes pioneiros e exploradores para podermos inovar e abrir novas fronteiras para o turismo”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img