Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

SIGA-NOS:

Turismo de inverno nas Ilhas Canárias ameaçado pela validade do certificado Covid

O regulamento para viagens às Ilhas Canárias estabelece que a vacina deve ter sido recebida 8 meses antes da chegada às ilhas, alerta um artigo da Tourinews. Devido a esta regra o turismo de inverno nas Ilhas Canárias está ameaçado pelo período de validade do certificado Covid estabelecido pelo governo regional.

No caso dos turistas nacionais (espanhóis) com mais de 12 anos, devem apresentar um certificado de covid-19 ou o passaporte de vacinação na chegada aos portos e aeroportos insulares. Este documento pode ser obtido através de um dos seguintes requisitos: a vacinação completa, realização de um teste PCR ou antígeno, ou recuperação da doença nos últimos seis meses.

Os turistas estrangeiros devem seguir os regulamentos regionais atuais que estabelecem que qualquer pessoa (não residente) que esteja hospedada num estabelecimento regulamentado nas Ilhas Canárias também deve apresentar um teste com resultado negativo ou um certificado de vacinação.

Em ambos os casos, tanto para controlo sanitário no aeroporto quanto no alojamento, o Governo das Ilhas Canárias estabelece que, para que este certificado de vacinação seja válido, a inoculação da segunda dose deve ter ocorrido nos últimos 8 meses.

Estas margens de tempo implicariam, por exemplo, que o certificado Covid de uma pessoa vacinada antes de 28 de fevereiro perca validade a partir de outubro, quando começa a época de inverno, que tradicionalmente tem sido a alta temporada para as Ilhas Canárias. Neste caso, o turista terá que passar por um teste de diagnóstico, aumentando assim o preço da viagem.

Por este motivo as operadoras de turismo que realizam viagens com as Ilhas Canárias já estão a ter cancelamentos para das reservas o mês de dezembro.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img