Domingo, Agosto 14, 2022
Domingo, Agosto 14, 2022

SIGA-NOS:

World Navigator faz viagem inaugural com saída Leixões e destino Atenas

O navio oceânico World Navigator, construído na íntegra em Portugal, parte do porto de Leixões este domingo, dia 25 de julho, para iniciar a sua operação comercial, com um cruzeiro inaugural que terá a duração de 10 dias e contemplará alguns dos destinos mais desejados do Mediterrâneo. Nesta primeira viagem, o World Navigator irá fazer escala em Lisboa, Gibraltar, Formentera, Ibiza, Capri e Atenas.

O World Navigator é o terceiro navio da frota da Mystic Cruises, que conta já com o World Explorer (2019) e com o World Voyager (2020), todos construídos na íntegra em Portugal, nos estaleiros de Viana do Castelo da West Sea. Tal como os restantes navios da frota da empresa portuguesa, o World Navigator é um navio de expedição construído com base no código polar e preparado para navegar nas águas polares do Ártico e da Antártida, equipado com motores eco-eficientes e sistemas híbridos de propulsão que o tornam num dos navios mais sustentáveis a nível mundial.

Em comunicado de imprensa, Mário Ferreira, CEO da MysticInvest Holding, empresa que detém a Mystic Cruises, afirma: “O compromisso com a sustentabilidade foi sempre um dos princípios base do desenvolvimento da nossa frota de navios oceânicos, e continuamos a posicionar-nos como uma referência ao nível da inovação na construção naval mundial”. “O World Navigator é o nosso terceiro navio construído em Portugal, direcionado a um mercado de luxo, e para o qual apostamos também num design interior português que lhe confere uma identidade única.”

A decoração foi desenvolvida em parceria com a empresa portuguesa Oitoemponto, de Artur Miranda e Jacques Bec, “distinguindo-se pelos seus interiores luxuosos e pelos apontamentos personalizados que percorrem todo o navio desde as áreas públicas até às sumptuosas suites, criando uma experiência de luxo que acompanha os clientes em todos os momentos do cruzeiro”
A inspiração nacional encontra-se presente por todo o navio, seja no mobiliário, nos atoalhados, nas louças ou nos produtos utilizados a bordo, o World Navigator será ele também uma “embaixada flutuante de Portugal no Mundo”, refere o comunicado.

O navio irá operar cruzeiros para a linha de cruzeiros Atlas Ocean Voyages, marca comercial da Mystic Cruises sediada nos EUA, com programas exclusivos que “levarão os clientes a explorar alguns dos destinos mais exóticos do planeta, complementando o serviço de luxo a bordo com programas em terra que permitem uma maior imersão nas culturas locais e experiências exclusivas”.

“A Atlas é a primeira nova empresa de cruzeiros de luxo a entrar no mercado internacional nas últimas duas décadas”, indica Mário Ferreira. “A nossa visão é a de criar uma experiência diferente, única e exclusiva, que se distingue daquilo que o mercado já tem para oferecer. Quem entrar num cruzeiro da Atlas, sabe que poderá contar com todo o luxo de um serviço cinco estrelas, mas usufruir também de experiências e aventuras personalizadas.”

Com capacidade para 200 passageiros e 112 tripulantes, o World Navigator será o primeiro navio da frota da Mystic Cruises a trabalhar em exclusivo para a Atlas Ocean Voyages. As embarcações da Mystic Cruises “são navios de menor dimensão, o que lhes permite visitar portos e locais exclusivos, bem como atracar no centro de grandes cidades, oferecendo uma experiência mais intimista aos seus clientes”.

Apesar dos últimos dois anos terem sido particularmente difíceis para a indústria de cruzeiros, as empresas da MysticInvest, holding portuguesa que agrega a Mystic Cruises, mantiveram em curso os seus planos de expansão, com uma forte aposta no desenvolvimento e construção naval, reforçando a sua posição no mercado mundial de cruzeiros, uma aposta que Mário Ferreira quer manter.

“A pandemia afectou bastante o turismo e o sector dos cruzeiros foi dos mais afetados com uma paralisação quase total da indústria ao longo destes últimos dois anos mas apesar deste impacto, mantivemos a nossa aposta e investimento na construção naval em Portugal, que se irá manter nos próximos anos que nos permitirá reforçar a nossa posição no mercado global”, adiantou Mário Ferreira.

A empresa portuguesa investiu mais de 160 milhões de euros na construção naval em Portugal nos últimos dois anos. À construção do World Navigator, juntam-se a construção do World Voyager em 2020, do naviohotel para o Douro São Gabriel também em 2020, e os trabalhos de melhoria em termos de conforto e de eficiência ecológica do navio Vasco da Gama, comprado pela empresa em 2020. O World Traveller, o quarto navio da frota oceânica da Mystic Cruises, encontra-se já em fase adiantada de construção nos estaleiros de Viana do Castelo, tendo previsto o início da sua operação comercial durante o primeiro semestre de 2022.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img