Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024

SIGA-NOS:

Alitalia declara fecho e cancela todos os voos após 15 de outubro

A companhia aérea italiana Alitalia anunciou que todos os voos depois 15 de outubro de 2021 serão cancelados, uma vez que a companhia vai, oficialmente, deixar de operar.

Em 2019, a companhia aérea transportava 21,3 milhões de passageiros para 81 destinos diferentes, com 3.600 voos semanais e mais de 10 mil funcionários.

A Itália tem tentado encontrar investidores para salvar a companhia aérea falida. No entanto, com a pandemia, a situação piorou, e agora a transportadora terá de encerrar a totalidade das suas operações até ao final deste ano.

O que fazer em caso de voo cancelado?

A companhia aérea está a receber um apoio do governo, que criou um fundo de 100 milhões de euros para reembolsar os clientes da companhia aérea. Isto surge no seguimento de um acordo de resgate com a UE para criar uma nova empresa, sem dívidas, que assumiria seus ativos.

O jornal italiano Corriere Della Sera estima que cerca de 250 mil pessoas voarão com a Alitalia depois de 15 de outubro. A empresa diz que esses clientes têm duas opções: substituir os voos por um equivalente da Alitalia antes dessa data ou receber um reembolso total.

Se substituirem a sua passagem, os passageiros podem fazer uma nova reserva ou redirecionar sua viagem original. A nova reserva envolve a alteração do voo para um anterior a 15 de outubro, que possua o mesmo destino. Esta opção é gratuita.

Também é possível alterar o destino para viajar antes dessa data ou redirecionar o voo, mas essas opções podem gerar custos adicionais, se o preço dos voos for diferente. Se o novo voo for mais barato não haverá reembolso da diferença de preço e os voos internacionais não podem ser alterados para nacionais ou vice-versa.

A Alitalia anunciou nas redes sociais que enviaria uma “comunicação direta”, com as instruções, a todos os clientes.

Pelo que será substituída a Atalaia?

A Alitalia está a ser substituída pela estatal ITA (Italia Trasporto Aereo), que começará a vender bilhetes a partir de 26 de agosto. A nova companhia aérea iniciará os voos a 15 de outubro.

A ITA comprará 52 aeronaves da Alitalia, visando voar para destinos como Nova Iorque, Boston, Miami, Tóquio e várias cidades europeias, a partir dos aeroportos de Roma e Milão. Existem planos para a companhia aérea aumentar a sua frota para 105 aviões até 2025.

As reservas da Alitalia não serão válidas para a ITA e, para voar com a nova companhia aérea, os passageiros deverão fazer a reserva através do novo site da empresa (ainda não operacional), agências de viagens ou escritórios nos aeroportos.

O papel da Miles4Migrants

Quanto às milhas aéreas não utilizadas, a instituição Miles4Migrants pode ajudar a dar-lhes uso.

Pelas suas próprias palavras, a instituição de caridade americana “usa as milhas dos passageiros e os pontos de cartão de crédito doados para ajudar as pessoas afetadas pela guerra, perseguição ou desastres a reunirem-se com os seus entes queridos e começar uma nova vida, em lares seguros”.

DEIXE A SUA OPINIÃO

Por favor insira o seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui

-PUB-spot_img
-PUB-spot_img